sexta-feira, setembro 17

CHAKRAS

Há um tempo atrás eu fiz um curso sobre chakras.
Esse era um assunto da yoga que eu achava que nunca iria entender direito (não que eu entenda hoje).
Ao contrário das aulas de hatha yoga tradicional que sempre associam os asanas aos chakras, nas aulas de Iyengar e até mesmo nos cursos, pouco se fala a respeito.
Mas, o engraçado é que quando você lê os livros do Iyengar, principalmente esse último “Luz na vida”, você consegue perceber que a prática (mesmo sem você ter consciência) sempre envolverá esses centros psíquicos.
Uma curiosidade, foi que nesse curso, eu descobri que os chakras podem ser abertos ou fechados.
Quando um chakra que deveria ser aberto está fechado, ele está desequilibrado. E vice-versa.
A gente pode equilibrar os chakras de várias maneiras: com asanas, com pranayama, mantras, cores, pedras, alimentação, florais de Bach, oração, mentalização, etc, etc.
Naturalmente, eu fiz uma associação direta e reta com a história do “corpo fechado” da umbanda, porque eu tinha um amigo, aliás dois, que tinham o corpo fechado e eles usavam um tipo de amuleto que os protegia.
Qualquer semelhança é mera coincidência!
Como esse assunto é muito abrangente eu vou seguir uma linha de raciocínio bem prática, mais para compartilhar as coisas que eu achei interessante.

2 comentários:

  1. Tenho pouquíssimo conhecimento sobre o assunto e muito interesse... Escreva mais sobre isso, Lu!
    Beijos

    ResponderExcluir